domingo, 14 de junho de 2009

O badejo de Gamboa

Essa eu ia deixar para o Délcio contar, mas falta paciência para esperar por ele.
No último dia de Morro de São paulo, resolvemos fazer um passeio que nos deixaria onde o carro estava estacionado, perto de Nazaré das Farinhas. O tempo estava ruim e íamos conhecer Gamboa, aproveitar um banho de lama e conhecer a ilha sob outro POV-ponto de vista.
Os barqueiros tinham aquele estilão de baiano, calminhos, quietinhos, mas... impossível enganá-los. Falaram sobre a natureza, sobre turistas, sobre o trabalho de quem mora na região e nos levaram - na conversa - até um restaurante em Gamboa.
Eles eram conhecidos dos donos e iam nos levar lá, para almoçarem de graça, claro. O carinha não nos deixou um minuto sozinhos na ilha, enquanto não sentamos no restaurante escolhido por eles.
Os preços eram acima do que se podia esperar, em vista do local. Acomodações de restaurante simples, preços de restaurante de classe. Nada do que pedimos - que não chegava a um determinado valor - tinha. Chegamos a conclusão que devíamos pedir o prato sugerido, um badejo grelhado, salada e outro prato para a Lívia, que não estava querendo nem ver mais peixe.
Esperamos um tempo razoável e eis que o mal-humorado garçom nos trouxe o almoço: que badejo! Um sabor especial que o garçom atribuiu ao tempero - "só a gente aqui sabe temperar badejo", disse ele. Então tá, acreditamos e, sem dúvida, foi um dos melhores sabores da Bahia que experimentamos em Gaboa, no nada original "Sol de Verão".

Um comentário:

  1. Oi

    Te convido pra conhecer meu Blog e minhas idéias.
    Qdo. tiver um tempinho, dá um pulo lá.

    http://www.julio-verdi.blogspot.com/


    Bjs


    Júlio Verdi

    ResponderExcluir